Você vai acabar no inferno se você ama gatos, disse um padre ortodoxo

Hoje em dia, um papa da Igreja Ortodoxa Romena (BOR - ou - a Instituição de Manuirii Neamului), tocou em um tema bastante delicado que se tornou muito viral nas redes sociais. Senhor Papa Ortodoxo, Matei Vulcănescu, postou em uma rede social (ou seja, aquele lugar onde você pode mentir e manipular livremente, sem que ninguém o responsabilize) uma mensagem da qual fica entendido que você irá parar no Inferno se amar gatos.

"Adoradores de cães e gatos não herdarão o Reino dos Céus! Quem guarda animais em casa e (sic!) os substitui por pessoas que dizem que são melhores do que as pessoas por quem Cristo morreu! Que seja anátema!”

"Ou o gato ou Cristo! Nem o Reino dos Céus e o gato! Quem não desiste do gato vai para o Inferno! O animal veio para substituir o homem! Animais de estimação são nossos deuses!"

Matei Vulcănescu

Infelizmente, ele não é o único que pensa assim. Também ouvi de pessoas comuns, de empresários ou personalidades, a ideia de que se você ama animais de estimação, isso significa que você não tem o poder de amar pessoas ou divindades.

Você vai acabar no inferno se você ama gatos, disse um padre ortodoxo

Vivemos em um mundo bastante livre, onde todos podem expressar suas próprias opiniões, a menos que sejam formadores de opinião como os pops. Algumas culturas ou religiões podem ter concepções diferentes da relação entre humanos e animais e podem atribuir valores diferentes a essas interações. Algumas pessoas podem achar que os animais de estimação não devem receber atenção e carinho significativos, ou que devem ser vistos apenas como utilidades ou recursos.

Matei Vulcănescu Acho que ele conhece muito bem a história da igreja a que pertence e quantos crimes contra a humanidade e a cultura o cristianismo produziu em poucos séculos, em todos os continentes. Expansão do cristianismo em que a bíblia assumiu diversas formas, adaptadas às culturas locais, com o objetivo de manipulá-las, subjugá-las e exterminá-las. Tudo em nome de Deus. Um "Senhor" que apareceu em algum lugar no século. Eu, vários milhares de anos depois que o gato foi domesticado e considerado sagrado em muitas culturas.

"Ou o gato ou Cristo! Nem o Reino dos Céus e o gato!" ou a ideia de que você vai acabar no Inferno se amar gatos, cachorros ou outros seres vivos, mostra que o Sr. Pope é "um bom cristão". Um cristão capaz de a qualquer momento ressuscitar a instituição da inquisição (a Santa Inquisição Católica) ou da heresia (a forma brutal de submissão à ortodoxia), que, como disse acima, cometeu inúmeros crimes ao longo dos séculos em todos os continentes .

Mas, é isso uma página da web dedicado aos gatos, por isso vamos dar-lhes a atenção que merecem.

Você vai acabar no inferno se você ama gatos, disse um padre ortodoxo
Deus com gato

Do que com o papai no céu, melhor com os gatos no inferno", comentou um usuário na página do Facebook do Sr. Pope, antes que ela se tornasse inacessível.

E se você é uma pessoa religiosa, é mais humano: "O que Deus criou, o homem não deve desprezar, mas amar".

Iubesc toate animalele, însă nu-mi pot ascunde slăbiciunea pentru pisici. PISICILE.ro este un proiect de suflet pe care vreau să împart experientele mele cu alți iubitori de feline. Nu sunt medic veterinar, așadar, articolele mele nu reprezintă un punct de vedere specializat.

3 pensamentos "Você vai acabar no inferno se você ama gatos, disse um padre ortodoxo”

  1. Boa noite. Cristo ressuscitou.
    Tópico muito interessante com o gato.

    O homem como entidade, sempre de acordo com o ensino ortodoxo, deve primeiro amar e adorar a Deus. Amamos os animais pelo excesso do nosso amor e não pelo primeiro amor.

    Não é mau ter animais de estimação em casa, nem ter animais no nosso estábulo para as nossas necessidades, leite, carne, cabelo, pele e tudo o mais que um animal permitido para alimentação possa dar.

    Mas quando o homem ama mais os animais do que a Deus, ele lentamente cai na adoração dos animais, e claro, na idolatria, e isso SIM é um grande pecado.

    E como cada um de nós quer viver desta forma e com esta prioridade, então o padre romeno tem razão quando afirma que existe efectivamente o risco de cada um de nós ir para o inferno, mesmo que não sejamos assassinos e briguentos.

    O primeiro lugar em nossas vidas é Deus, nosso Senhor Jesus Cristo, depois nosso próximo e depois o que resta dos animais.
    Isso não significa que os maltratemos ou oprimamos, apenas cuidamos deles com simplicidade.
    Nada mais.

    Agora você pode nem acreditar que o inferno e o céu existem e considerá-los cavalos verdes e utopias fantásticas. Não estou lhe dizendo isso para convencê-lo, nem para fazer uma lavagem cerebral em você.
    Mas esta é a verdade comprovada.

    Pesquise, pesquise enquanto você busca e busca uma peça de roupa boa e bonita, celular, carro, mulher, etc.

    Responder
    • Olá, Aristóteles!

      Respeito o seu ponto de vista e já ouvi falar repetidamente dessa crença, de que você deve amar primeiro a Deus e depois aos outros animais. Não quero entrar em discussão porque é um assunto denso o suficiente para ser discutido. Respeito a sua religião, mas para mim não existe Deus na forma como os cristãos acreditam. Mas não esqueçamos que os maiores actos criminosos da história e os maiores roubos foram cometidos pelas igrejas católica e ortodoxa em nome do “Senhor”.

      Divirta-se! Paz e tranquilidade!

      Responder

Deixe um comentário